SÉRIE SOBRE TRILHO 2022

GRANDE EXPRESSO TRANSIBERIANO

A ferrovia Transiberiana ou simplesmente Transiberiana é uma rede ferroviária conectando a Rússia Europeia com as províncias do Extremo-Oriente Russo, Mongólia, China e o Mar do Japão

MOSCOU, EKATERIMBURGO, NOVOSIBIRSK, KRASNOYARSK, IRKUTSK,
LAGO BAIKAL, ULAN UDÉ, ULAN BATOR

Início do tour (saídas garantidas):

14 de maio; 4 de junho; 16 de julho, 6 de agosto e 27 de Agosto de 2022.

RETORNAR

Voltar para Grande Expresso Transiberiano

IMPRIMIR

Abre arquivo em PDF para impressão

ESTOU INTERESSADO

Abre formulário de contato

Bem vindo(a) ao

Grande Expresso Transiberiano

Experimente a lendária Ferrovia Transiberiana e a Ferrovia Transmongol a bordo de um trem. Esqueça todos os problemas de embarque e desembarque todos os dias. Sua cabine é sua "casa sobre trihos" durante toda a viagem de cruzeiro ferroviário.

CONHEÇA AS CABINES

STANDARD ECONOMY

Essa categoria é popular entre os que buscam a maneira mais econômica de viajar e geralmente é reservada por famílias com crianças ou amigos que viajam juntos

STANDARD PLUS

Standard Plus e Deluxe Silver são o tipo de acomodação mais popular em nosso trem

DELUXE SILVER

As cabines de luxo Silver oferecem cabines um pouco menores do que as de luxo Gold. As cabines Silver de luxo têm banheiro privativo, lavatório e chuveiro no estilo "wet-room"

DELUXE GOLD

Para quem procura o maior conforto 1 ou 2 pessoas por cabine. Os vagões-cama Deluxe Gold oferecem o tipo de acomodação mais espaçosa e confortável 

TOUR VIRTUAL 360º

Faça um tour virtual para conhecer o interior das cabines do trem do Grande Expresso Transiberiano

ASSISTA AO VÍDEO DO GRANDE EXPRESSO TRANSIBERIANO

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL

CONHEÇA O TOUR COMPLETO

DAY BY DAY

1º dia – sábado
MOSCOU
Chegada a Moscou. Receptivo no aeroporto internacional (Sheremétyevo, Vnukovo ou Domodedovo). Traslado sem acompanhamento de guia ao hotel e alojamento após as 15:00. À noite, jantar de boas-vindas. Restante do tempo livre.

2º dia – domingo
MOSCOU
Pela manhã, city tour pela capital russa, passando pela Praça Vermelha, pela colina dos Pardais e parque da Vitória, entre outros pontos históricos importantes da cidade. Visita ao Kremlin, núcleo histórico da capital e epicentro do poder até 1712 e novamente a partir de 1918, e ao menos uma de suas catedrais. À tarde, traslado para a estação ferroviária e embarque no Grande Expresso Transiberiano. Partida rumo à Ekaterimburgo, primeira parte do percurso de 7.502 km rumo a Ulan Bator. Jantar e alojamento a bordo.

3º dia – segunda-feira
EKATERIMBURGO
Dia a bordo do trem. Travessia de infindáveis paisagens de florestas, lagos e pequenos povoados. Serão oferecidas palestras a bordo para que se conheça um pouco mais dos países visitados e suas culturas. No início da noite, chegada a Ekaterimburgo, a “capital dos Montes Urais”. Alojamento em hotel.

4º dia – terça-feira
EKATERIMBURGO
Pela manhã, visita panorâmica à cidade que é considerada importante centro econômico, administrativo, histórico e cultural dos Montes Urais. Ekaterimburgo teve seu desenvolvimento baseado no crescimento industrial a partir do século XVIII, além de suas riquezas minerais e notável participação durante a Revolução Russa e a Segunda Guerra Mundial.
City tour com visita aos mais importantes monumentos arquitetônicos do classicismo russo entre os séculos XVIII e XIX, ao Obelisco (marca virtual da fronteira natural entre a Europa e a Ásia) e a Igreja no Sangue, homenagem ao Czar

Nicolau II e sua família. Cercada pelas construções vizinhas de estilo bizantino, a igreja foi construída recentemente no local onde um dos últimos membros da dinastia Romanov foi executado, em 1918. Atualmente, os Romanov foram elevados ao status de santos. Á tarde visita a Ganina Yama, considerado local sagrado pelos russos. Aqui será possível ver um aglomerado de pequenas capelas de madeira erguidas nos anos
90 em homenagem a família dos Romanov, que após ter sido assassinada, foi cremada neste lugar. Retorno ao trem e partida com destino à Novosibirsk. Alojamento a bordo.

5º dia – quarta-feira
NOVOSIBIRSK
Após cruzar definitivamente a fronteira russa entre Europa e Ásia, chegada à Novosibirsk. Considerada a maior cidade da Sibéria, às margens do rio Ob, Novosibirsk é surpreendentemente estilosa. Fundada em 1893, a cidade não existiria se não fosse em função da ferrovia transiberiana. A cidade cresceu gloriosa a partir de 1920, com o crescimento industrial e como centro de transportes, acelerando sua expansão em 1930 com a construção da ferrovia Turquestão-Sibéria, até Almaty, no Cazaquistão, tornando-se assim uma cidade crucial entre Rússia e Ásia Central, além de ter sido eleita cidade acadêmica dos cientistas soviéticos, em 1958. Chegada ao final da tarde, alojamento em hotel.

6º dia – quinta-feira
NOVOSIBIRSK
City tour passando pela Avenida Vermelha e pela famosa Praça Lênin, que alberga o grandioso Teatro de Ballet e Ópera, com cúpulas prateadas, construção notória, maior que o Ballet Bolshoi de Moscou. À tarde, visita ao museu ferroviário, situado nos arredores da cidade, museu a céu aberto com uma coleção de mais de 60 locomotivas movidas a vapor, diesel e eletricidade.
O cruzeiro pelo Rio Ob será um passeio pelas redondezas da cidade e oferecerá uma vista impressionante da cidade, além de uma belíssima impressão do caudaloso rio siberiano. Retorno ao trem e partida com destino à Krasnoyarsk. Alojamento a bordo.

7º dia – sexta-feira
KRASNOYARSK.
Pela manhã, chegada à Krasnoyarsk, na época soviética fechada para os estrangeiros, hoje recebe visitantes de todas as partes do mundo como importante trecho da ferrovia transiberiana. Às margens do magnífico rio Yenisei, principal rio dos três maiores da Sibéria, com escoamento no Oceano Glacial Ártico, a cidade se formou a partir de um forte cossaco no século XVII, mas o real desenvolvimento foi impulsionado pela descoberta de ouro no século XIX e pelo crescimento das indústrias durante a Segunda Guerra Mundial, deixando de herança típicos e charmosos prédios de ambas as épocas, espalhados pela avenida principal, a Prospekt Mira. O city tour de meio período passará pelos principais pontos históricos
e culturais, com uma vista privilegiada da cidade. Retorno ao trem e partida com destino a Irkutsk. Alojamento a bordo.

8º dia – sábado
IRKUTSK.
Chegada a Irkutsk pela manhã. City tour pela cidade, fundada em 1651 como guarnição cossaca e antigo centro administrativo da Sibéria Oriental, canal de permuta de peles siberianas e marfim para a Mongólia, Tibete e China em troca de seda e chá. A cidade esteve durante longo tempo na rota dos prisioneiros políticos, muito deles nobres exilados de Moscou e São Petersburgo, mas também foi um florescente centro comercial antes da Revolução, quando finalmente sucumbiu aos socialistas em 1920. Continuação do passeio por antigos bairros formados de casas de madeira tradicional siberiana e janelas detalhadamente esculpidas, estilo herdado da aristocracia russa, passando pela principal rua – ulitsa Karla Marksa (Rua Karl Marx), formada de comércios, igrejas e catedrais

ortodoxas, pela Praça Kirov e pelo museu dos Decembristas. A seguir, concerto clássico especial na casa do líder decembrista Serguéi Volkonsky. Exilado com a esposa na Sibéria por 30 anos, a família Volkonsky viveu 17 anos na casa, onde ainda se encontram alguns dos móveis e pertences da época. Alojamento em hotel.

9º dia – domingo
IRKUTSK / LISTVYANKA.
Pela manhã, um percurso de uma hora de ônibus levará os viajantes do Grande Expresso Transiberiano às margens do lago mais profundo do mundo, cujo volume corresponde a 1/5 da água doce em estado líquido total do planeta, o Lago Baikal. Chegada à aldeia de Listvyanka, que vive do turismo e da navegação e possui sua maior atração no bairro de Kristovska; será realizada visita à pitoresca igreja de São Nicolau, toda construída em madeira. O almoço terá no cardápio o peixe Omul, espécime singular desta bacia.
À tarde, passeio de barco até a pequena vila de Porto Baikal onde o trem fretado estará à espera de seus hóspedes. Este segmento da ferrovia, de grande apelo cênico, cercado por belas montanhas e paralelo às águas azuis e límpidas do Baikal, entre Porto Baikal e Sludyanka, trata-se de um beco sem saída da transiberiana atual; por ele só costumam transitar os trens turísticos e pequenos comboios que fazem o abastecimento dos povoados locais. Durante o deslocamento, o trem funcionará em baixa velocidade visando o máximo aproveitamento desta experiência.
Haverá uma parada para fotos em um ponto estratégico, onde todos poderão sair do trem, visitar as casinhas de madeira do lugarejo, colocar os pés na água fria e clara, e por que não se banhar nelas? O churrasco à beira do lago, shashlik, servido em espetinhos, é também uma parte especial do programa.
Retorno ao trem e prosseguimento da viagem rumo a Ulan Ude. Alojamento a bordo.

10º dia – segunda-feira
ULAN UDÉ.
Chegada pela manhã à capital da república autônoma Buryatia, ainda em solo russo. Nascida a partir de um antigo posto de cossacos russos no século XVIII, o desenvolvimento maior da cidade se deu em função das paradas de caravanas de chá provenientes da China. É curioso notar os traços dos cidadãos locais. Com 30% da população sendo proveniente da Mongólia, há uma enorme mistura entre as nacionalidades russa e mongol, com alguns dialetos correntes, porém a língua predominante ainda é o russo. Ulan Udé se encontra 456 km de distância de Irkutsk e é considerada a despedida da Sibéria e uma sensível preparação para a Mongólia e China. Visita panorâmica da cidade.
Visita a um vilarejo ortodoxo conhecido como “Antigos Crentes”, praticante do modo de vida de mais de séculos atrás. No vilarejo, visita à residência de uma família local, na qual será servido o almoço caseiro.
À tarde, o trem sairá da principal ferrovia transiberiana para seguir a ferrovia Transmongoliana, alcançando mais tarde o último posto russo antes da fronteira com a Mongólia. Todas as formalidades aduaneiras serão feitas a bordo do próprio trem, não sendo necessário deixar que os viajantes desocupem as cabines. Continuação da viagem com destino a Ulan Bator. Alojamento a bordo.

11º dia – terça-feira
ULAN BATOR.
Logo cedo, chegada a Ulan Bator e city tour pelas principais atrações turísticas da capital da Mongólia, incluindo a praça principal Sukhe Bator e a colina do Memorial Zaisan, dedicado aos soldados e heróis desconhecidos das várias guerras, de onde se tem a melhor vista da cidade. Visita ao mosteiro Gandan, o mais importante mosteiro budista da capital e o segundo maior do país. À tarde, visita ao palácio de inverno do Bogd Khan, líder espiritual e temporal dos mongóis até a revolução comunista. O palácio, hoje transformado em museu, tem seis templos em seu território. Alojamento no hotel.
À noite será apresentado um show folclórico com músicas e danças típicas mongóis. Também a experiência tradicional de jantar no restaurante mongol “Hot Pot”, onde cada viajante poderá aquecer e preparar os próprios pratos, com temperos ao gosto particular. Alojamento em hotel.

12º dia – quarta-feira
ULAN BATOR – PARQUE NACIONAL DE TERELJ – ULAN BATOR.
Excursão de dia inteiro ao Parque Nacional de Terelj (a 80 km). A excursão inclui visita à Rocha da Tartaruga e visita a uma casa típica mongol, ou seja, tradicionais famílias nômades que vivem nas yurtas. Na sequência, será oferecido um espetáculo especial, amostra do festival tradicional mongol “Naadan”, uma celebração vibrante e de muita extravagância esportiva, que normalmente acontece na Mongólia todos os anos nos dias 11, 12 e 13 de julho, em
comemoração à Revolução Mongol de 1921. Ao final da tarde, retorno a Ulan Bator. Alojamento em hotel.

13º dia – quinta-feira
ULAN BATOR.
Neste dia, o quarto reservado estará disponível para uso até 12:00. No horário apropriado, traslado sem acompanhamento de guia ao aeroporto. Fim de nossos serviços.

Este programa está sujeito a alterações na ordem das excursões segundo a disponibilidade do operador local.
Especificamente neste itinerário, sempre há riscos de atrasos nas partidas ou chegadas. Estes possíveis atrasos são inerentes aos horários previstos e pré- confirmados e são determinados pela companhia das estradas de ferro russa, podendo causar a perda parcial ou total da programação turística em quaisquer trechos a serem percorridos pelo roteiro apresentado.

DESCRIÇÃO DAS CABINES
PREÇOS
FORMA DE PAGAMETO
OS PREÇOS INCLUEM
OS PREÇOS NÃO INCLUEM
OUTRAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES

ESTÁ INTERESSADO(A)?

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.